Cinco passos para uma aula de idiomas com foco em gramática




Você conhece o passo a passo para uma aula de gramática organizada, com começo, meio e fim? Aplique esse consagrado roteiro da abordagem comunicativa, testado e aprovado por vários professores, e ajude seus alunos a aprender o que eles precisam.

Aliás, falaremos muito sobre isso em um evento online e gratuito do Papo de Profes (@papodeprofes) a partir de 27 de janeiro: a Semana do Planejamento. Para fazer sua inscrição, acesse: https://paginas.papodeprofes.com.br/semana-do-planejamento-de-aulas


Passo 1: Aquecimento

O aquecimento é uma atividade rápida que dura cinco minutos mais ou menos. Pode ser um jogo, como jogo de forca e stop, você pode passar um trailer de um filme ou uma publicidade que tenha feito um uso legal da língua, um meme com uma expressão que pode ser útil no dia a dia do seu aluno. Há muitas possibilidades. O mais importante é entender que a finalidade desse momento é fazer o aluno entrar na aula, apertar a tecla SAP e compreender que a aula dele já começou!


Passo 2: Introdução ao tópico

Aqui você também pode usar um jogo, uma música, uma foto, um post de Instagram, um trecho de um filme. Mas a diferença entre o aquecimento e a introdução ao tópico é que nesta etapa o seu material tem relação direta com o tema que você quer ensinar nessa aula!


Em uma aula recente sobre o imperativo, eu passei pros meus alunos uma reportagem em vídeo que mostrava as perguntas que os brasileiros mais faziam pro Google. Dentre elas estavam: "Como emagrecer? Como ser mais sexy? Como ser mais saudável, Como ser mais bem-sucedido?"


Nós assistimos a um trecho desse vídeo e, no final, escolhemos uma das perguntas para realmente responder como se fôssemos o Google. E a escolhida foi "Como ser mais saudável?". Então, os alunos começaram a dar conselhos como: beba mais água, coma mais frutas, faça mais atividades físicas e todas as respostas foram um insumo pro próximo passo. Claro que eles poderiam ter respondido com verbos no infinitivo, e eu teria que estar preparada para lidar com isso e explicar que em português essa é realmente outra forma de fazer recomendações, lá no passo 3.


Passo 3: Tópico propriamente dito

Essa é a etapa mais longa da aula, é a hora que nós vamos discutir funções, pronúncias e formas do que você está ensinando. Voltando ao exemplo do imperativo, os meus alunos já deram alguns conselhos para quem quer ter uma vida mais saudável, e agora vamos olhar para eles, por exemplo: um dos alunos disse "beba água" e o outro "bebe água", o que vai acabar gerando uma discussão sobre a forma.

Então pode ser a hora de você primeiro perguntar: qual é a função dessas frases que nós fizemos e o que elas expressam? E juntos vocês vão chegar a conclusão de vocês estão dando conselhos, recomendações ou até mesmo ordens dependendo do contexto. Então você vai para a lousa (física ou virtual) e mostra quais são essas formas, porque afinal bebe ou beba, como que isso fica? Nessa discussão com seus alunos você vai começar a construir com eles uma sistematização do conhecimento, vai conjugar como esses verbos devem ser na forma imperativa, vai tratar de questões de formalidade e informalidade também, oralidade e escrita etc. E abordar o infinitivo, se ele tiver aparecido.


Passo 4: Atividade dirigida

A prática dirigida é um tipo de atividade em que o aluno tem uma chance quase zero de errar, propositalmente. Aqui o profe propõe exercícios do tipo preencher lacuna, por exemplo. A finalidade da atividade dirigida é realmente testar se o aluno entendeu o que vocês acabaram de discutir! Sua lousa (física ou virtual) pode continuar com a sistematização à disposição deles e as anotações dos alunos podem estar abertas. Ou seja, a consulta aqui é até desejável. E eles vão se sentir muito seguros para fazer um ou mais exercícios para testar a forma, o que vai prepará-los para o passo 5.


Passo 5: Atividade livre

Aqui é o momento em que os alunos vão fazer o uso social do tema que eles acabaram de aprender, recrutando todos os conhecimentos adquiridos durante a aula. No caso da aula do imperativo, eles fizeram perguntas como se eles tivessem perguntando pro google, trocaram entre si e responderam oralmente os conselhos usando o imperativo.

Espero que este post possa ajudá-los a planejar uma aula muito legal para seus alunos. Deixem comentários aqui embaixo sobre o que acharam e não esqueçam de recomendar o texto para seus amigos professores!


Daniele Pechi é professora de Português como língua estrangeira, jornalista e germanista. Foi repórter das revistas Exame, Nova Escola e Gestão Escolar e atuou como coordenadora pedagógica em uma escola de idiomas. É colaboradora de ONGs da área de Educação, dentre elas o Instituto Pró-Livro, para o qual produz conteúdos institucionais e as redes sociais da Plataforma Pró-Livro, que mapeia e divulga projetos de incentivo à leitura. É fundadora da iniciativa Papo de professor, rede que promove capacitações para professores de idiomas e ambiente colaborativo de compartilhamento de ideias e materiais para aulas de línguas estrangeiras.

Seja um(a) colaborador(a) do Blog SBS! Se você é profissional da área da Educação e deseja colaborar com o nosso blog, envie um de seus artigos para nós através do e-mail mkt.estrategicosbs@sbs.com.br com o assunto "Artigo Blog" e publicaremos aqui

120 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo