Filmes sobre professores: 3 melhores para você conferir


Buscar maneiras de inspirar o corpo docente é muito benéfico para o processo de aprendizagem, e uma ótima opção são os filmes sobre professores. Por meio dessas histórias ― algumas baseadas em casos reais ―, podem surgir ideias valorosas para colaborar com o trabalho dos educadores e reiterar os ideais de sua escola.


Sabemos que o corpo docente é o motor que impulsiona as ações pedagógicas, bem como uma das peças centrais na construção de sólidos relacionamentos interpessoais. Além disso, quando pensamos no desenvolvimento de habilidades socioemocionais, os professores oferecem uma contribuição fundamental para ajudar os alunos a terem mais consciência sobre seu papel no ambiente escolar.


Logo, a direção e a coordenação precisam encontrar maneiras de manter os professores motivados, inspirando-os constantemente. Pensando nisso, confira nossa lista com 3 filmes sobre professores. Vale a pena assistir a todos!


1. A Voz do Coração (2004)


O francês “A Voz do Coração” (Les Choristes) tem como fio condutor a educação musical. A história se passa em 1949, no pós-guerra, quando o renomado maestro Pierre Morhange (Jean-Baptiste Maunier) retorna ao internato onde passou sua infância para lidar com meninos cheios de problemas.


Encantado com o potencial musical das crianças, ele ensina música fazendo-as cantar em coro peças compostas exclusivamente para elas.


Ao passo que vai se aproximando dos alunos e entendendo suas dores, ele também vai conquistando a empatia de outros professores e do diretor, que adotam uma postura de mais amorosidade com os alunos, e os problemas diminuem sensivelmente.


Ao pensarmos a empatia como um dos principais pontos do desenvolvimento socioemocional, o filme revela a importância de o professor ganhar a confiança dos alunos, por meio da compreensão de suas dores, fraquezas e revoltas.


2. O Milagre de Anne Sullivan (2000, refilmagem)


O filme é baseado na história real da professora Helen Keller (Hallie Kate Eisenberg) e de sua aluna Anne Sullivan (Alison Elliott), que ficou cega, surda e muda no início da infância. Trata-se do relato de uma trajetória de luta pelos direitos das pessoas com deficiência e necessidades especiais ao mostrar os esforços da professora em fazer Anne compreender o mundo ao seu redor apesar de suas limitações.


Um dos principais desafios de Helen, por sua vez, é fazer os pais de Anne compreenderem que sua postura de mimá-la excessivamente somente prejudica seu desenvolvimento. A história emocionante revela duas lições para os professores:

  1. que eles nunca devem desistir de um aluno, e sim acreditar em seus potenciais;

  2. a paciência necessária para lidar com questões delicadas com os pais dos alunos ― a exemplo das deficiências.

3. Sociedade dos Poetas Mortos (1989)


O longa de 1989 é daqueles filmes sobre professores de tirar o fôlego. O cenário se passa na tradicionalíssima Academia Welton para meninos, berço de alguns dos maiores líderes dos Estados Unidos. A escola preserva fortes valores conservadores até que o professor de inglês John Keating (Robin Williams), apaixonado por literatura, começa a modificar o pensamento de seus alunos, encorajando-os a ingressarem no mundo secreto da poesia.

Com isso, o comportamento dos estudantes muda e eles passam a desafiar um sistema ultrapassado. O professor John Keating se torna uma grande inspiração para seus alunos, em especial ao retratar uma liderança afetiva e não autoritária. Além disso, o filme traz inúmeras metáforas, como o conceito de carpe diem, que resume o ideal horaciano “aproveitar a vida/o dia” com aquilo que lhe é oferecido.


A grande lição do filme talvez seja que os professores podem estar entre as principais referências de vida para seus alunos, indo muito além das obrigações curriculares.

Esses três filmes sobre professores trazem lições importantes para o trabalho dos docentes em sua escola. Em comum, todos retratam como o desenvolvimento de uma educação focada na amorosidade oferece benefícios muito além dos livros, tornando o professor um agente transformador da vida dos estudantes.

Especialmente, essas obras podem proporcionar discussões positivas sobre educação socioemocional em sua escola e servem de ferramenta para contribuir ainda mais com a motivação de seu corpo docente. Por isso, não hesite em utilizá-las nos momentos de reflexão com a equipe.


FONTE: https://escoladainteligencia.com.br/blog/filmes-sobre-professores/

60 visualizações1 comentário